Tubeless: 4 vantagens e 4 desvantagens de pneus sem câmara no MTB

Tubeless: vantagens e desvantagens.

O tema não é novo aqui pelo blog. Já publiquei dois outros artigos específicos sobre a montagem do pneu em mountain bikes – um falando sobre como fazer a conversão e outro sobre alguns mitos que rodeiam os pneus sem câmara.

Entretanto, em ambas as ocasiões, recebi muitas mensagens de leitores que queriam entender de fato onde saem ganhando – e perdendo – com a conversão de pneus com câmara para sem câmara. O artigo de hoje responde algumas dessas dúvidas.

Se você iniciante no mountain bike, tenho certeza que vai aproveitar muito o Artigo definitivo de Mountain Bike para iniciantes, onde vai aprender sobre tubeless e muito, muito mais.

Voltando ao tema, vamos começar. Primeiro:

4 vantagens dos pneus tubeless no MTB:

1- Adeus Furos

pneu-furado-nao-tubeless-vantagens-tubeless-e-desvantagens-tubeless-e1487077918552 Tubeless: 4 vantagens e 4 desvantagens de pneus sem câmara no MTB

Talvez a vantagem mais clara e óbvia seja o fato de de você reduzir substancialmente o número de furos no pneu. E isso acontece por dois motivos.

Primeiro, e mais evidente, é pelo fato dos pneus tubeless possuirem líquido selante dentro, que faz com que perfurações pequenas (pregos, espinhos, cacos de vidro, etc.) sejam seladas – muitas vezes sem você nem perceber que furou.

Segundo, ao tirar a câmara de dentro do pneu, não corremos o risco, ao bater a roda com mais força contra uma pedra pontuda, da famosa “mordida” da câmara, que acontece com o choque da mesma contra o aro, criando um rasgo. Por não ter câmara, não tem mordida e consequentemente não tem furo.

“Mas e se eu tiver um furo e o selante não vedar?”. Isso pode acontecer – se o furo for muito grande ou o selante já tiver secado. Por isso sempre recomendo que você, mesmo que tenha a montagem tubeless, leve uma câmara reserva no pedal. Se furar e o selante não vedar, você coloca a câmara como faria num pneu convencional.

2- Pressão mais baixa = maior aderência

foto_230975-e1487078015983 Tubeless: 4 vantagens e 4 desvantagens de pneus sem câmara no MTB

Não ter câmara significa que não temos a necessidade de inflar tanto o pneu com ar. Essa mudança melhora substancialmente a aderência do pneu no solo.

Se você pedala em trilhas, vai sentir essa mudança logo de cara. O pneu com pressão mais baixa “dança” muito menos no solo, tornando seu pedal bem mais seguro.

Se por acaso você não sabe a qual pressão calibrar seu pneu tubeless, tenho uma calculadora de pressão de pneus de mountain bike aqui no blog que você pode ver esse detalhe.

3- Menor perda de pressão

p4pb9672868-e1487078131230 Tubeless: 4 vantagens e 4 desvantagens de pneus sem câmara no MTB

Outra vantagem dos pneus tubeless que se constata logo de cara após a conversão é que os pneus perdem muito menos ar quando paradas.

“Mas, Fernando, meu pneu perde muito mais pressão agora com tubeless que quando estava com câmara”.

Nesse caso, três cenários são possíveis:

  1. Seu pneu possui furos que não foram vedados pelo selante;
  2. Seu pneu não está montado adequadamente;
  3. Seu pneu não é próprio para tubeless.

Como vimos anteriormente no artigo de fatos e mitos de pneus tubeless, alguns pneus, mesmo que sem serem especificados pelos fabricantes como próprio para tubeless, aguentam a conversão. No entanto, nem todo pneu consegue rodar com essa tecnologia.

No geral, porém, pneus tubeless perdem pressão mais lentamente. E não é extraordinário poder pegar a bicicleta sem precisar se preocupar com pressão e só sair pedalar?

4- Maior flexibilidade do pneu

Esse ítem tem muito a ver com o segundo ponto. Aqui, porém, não estou falando especificamente sobre a pressão, mas sim pelo fato do pneu tubeless não vir com câmara (dã).

Não ter a câmara deixa o pneu mais flexível, se dobrando mais nos cantos da banda de rodagem e deixando a aderência ainda maior.

Bacana! Tudo lindo e maravilhoso até agora. Mas teriam os pneus tubeless apenas vantagens?

Busco sempre ser o mais imparcial possível para te ajudar nas suas decisões, então selecionei 4 itens que apontam possiveis desvantagens dos pneus tubeless.

4 desvantagens dos pneus tubeless no MTB:

1- A montagem

Quem ja fez a conversão para tubeless, tanto a “sertenaja” baratinha – que mostro aqui no site – quanto a convencional dão um pouco de dor de cabeça sim.

Ter que encaixar a fita (ou a câmara cortada no caso da “sertaneja”), manusear o selante, encaixar o pneu e por fim inflá-lo pode ser uma dor de cabeça danada.

2- O selante

O selante, que pode fazer uma baita meleca na hora de montar, vai em algum momento secar.

Isso é natural e quando acontecer – em poucos meses depois da montagem, depende do quanto você pedalar – tem que desmontar, limpar e colocar selante de novo.

E quando colocar o selante? Sim, toda a montagem novamente, encaixar pneu, inflar, etc…

3- O custo

Caso você não queira fazer a montagem baratinha que mostrei aqui no site – que, convenhamos, é uma bela gambiarra – você terá que comprar um kit de conversão para tubeless.

kit-conversão-no-tubess-tubeless-vantagens Tubeless: 4 vantagens e 4 desvantagens de pneus sem câmara no MTB

Preço desse acima? R$300 em alguns sites.

E quando o selante acabar, o que você terá de fazer? Exato, comprar mais selante. Por outro lado, um remendo de câmara custa o mesmo que um caldo de cana e, se você andar de aro 26″, uma câmara nova é preço de um pastel.

4- Autonomia reduzida

Imagina ter que passar por todos esses problemas no meio de uma longa cicloviagem? Estar pedalando por várias semanas e ter que ficar trocando selante toda vez que secar?

Aliás, numa viagem dessas, por regiões bastante isoladas que se passa apenas por cidades pequenas, pode não ser tão fávil encontrar o liquido selante em todo lugar. Fazer o que: levar um litro de selante no alforge?

Pois é. A montagem tubeless pode ser extremamente confortável para alguns tipos de atividades, mas não para outros. E pensando nisso, deixo aqui minhas conclusões, já ditas as vantagens e desvantagens do pneu:

Conclusões

Se você já vem acompanhando o blog, notou que eu sou um fã de pneus com montagem tubeless. Mesmo assim, quando realizei minha ultima (tentativa de) cicloviagem no Chile, fui com pneus com câmara.

Ou seja: acredito muito que nas trilhas mais técnicas, em ambiente competitivo ou de treino e mesmo em viagens de bike mais curtas – de 1 a 3 dias – o pneu Tubeless seja formidável. Vale cada centavo gasto e também todo o trabalho da conversão.

Por outro lado, se você quer mais autonomia, pedalar longas distâncias ou é o tipo de biker que sequer passa em singletracks mais técnicos, então muito provavelmente o pneu com câmara vai te atender perfeitamente.

No mais, se sua maior preocupação for mesmo acabar com os irritantes pneus furados, então não há vantagem melhor na montagem tubeless que o fim (da maioria) dos furos.

Como disse no início, se você for iniciante, confira o Artigo Definitivo de Mountain Bike para Iniciantes e aprenda sobre muitos aspectos do mountain bike em um único post.

E curta a página do Aventrilha no Face:

 

About Fernando - Aventrilha 64 Articles
Natural de Atibaia e aventureiro de carteirinha, comecei no mountain bike quando as 26' reinavam soberanas e os V-Brakes eram o "ó". Pedalei por outros países, no frio de -20ºC e em montanhas isoladas, com dezenas de amigos e sozinho. Fundei a Aventrilha e transformei o ciclismo em minha profissão. Hoje escrevo tudo que aprendo e aprendi da arte de pedalar.
  • Cassiano Tartari

    E o pneu com câmara e fita anti furo?
    Não acabaria consideravelmente com a citação “No mais, se sua maior preocupação for mesmo acabar com os irritantes pneus furados, então não há vantagem melhor na montagem tubeless que o fim (da maioria) dos furos.” ?

    • Fernando – Aventrilha

      Cassiano

      A fita protege sim de alguns tipos de furos provenientes de pefurações. De todo modo, um furo como um prego não será vedado.
      Além disso, as famosas “mordidas” de câmara comprimidas contra o aro é algo que a fita também não protege.

      Abraços

      • Arnaldo COUTO JÚNIOR

        E colocar selante na câmara de ar? Vale a pena ? Vi alguns filmes no Youtube e achei interessante. Gostaria muito da sua opinião. Grato.

  • Raphael Miller

    Olá, uma dúvida besta. Não mata a válvula com o líquido… como fica para encher? Só no compressor mesmo? E para trocar o pneu por um de 4 blocos tipo num período de chuva?