Top 5 upgrades mais importantes no Mountain Bike

Quer dar upgrades na magrela? É muito comum observar ciclistas do MTB, quando realizam upgrades em suas bikes, dando prioridade para a transmissão, suspensão e peças de carbono.

De fato esses componentes são extremamente importantes para uma bike mais leve e eficiente nas trilhas. Mas antes de entrar no Ali Express e pedir um pedivela XTR, leia o Top 5 Upgrades no MTB preparado pelo Aventrilha sem gastar montanhas de dinheiro.

1- Selim

Quem nunca chegou ao fim de uma trilha não podendo sentar nem no sofá? Pois é. Além do desconforto causado por passar horas em cima da bike, a pressão exercida de forma desproporcional em pontos do corpo pode causar problemas de saúde que vão te encaminhar direto para a sala de um urologista.

Selim-Specialized Top 5 upgrades mais importantes no Mountain Bike

Nem é preciso dizer que um selim te incomodando o dia todo atrapalhará muito mais seu desempenho que um pedivela 100g mais pesado, não é? Portanto quando o assunto é selim, lembre-se sempre: O barato sai caro. Pesquise bastante. Há ótimas opções no mercado por preços acessíveis.

Atenção mulheres: A anatomia do corpo feminino e masculino são diferentes. Marcas de componentes geralmente oferecem linhas de selim próprias para mulheres. Você deve escolher um assim.

Há um artigo aqui no Aventrilha falando a respeito de dor na bunda e como evitá-lo. Vale a leitura.

2- Realize um Bike Fit

bike_fit_mtb-1024x666 Top 5 upgrades mais importantes no Mountain Bike

De nada adianta um ciclista possuir uma Scott Spark 900 de R$60 mil se ele possui 2m de altura e a bike é tamanho 15, não é mesmo? O quadro e alguns compontes devem estar ajustados de acordo com o tamanho do ciclista.

Um bike fit profissional e completo é a maneira ideal de posicionar minuciosamente cada peça de sua bike de modo que ela fique perfeita para você. Isso impactará imediatamente na sensação de conforto sobre a bicicleta e em sua performance. Sem falar que ao pedalar numa bike ajustada adequadamente você evitará uma série de dores e lesões.

Se você quiser ter uma ideia de medida de quadro ideal, altura de selim e outros, confira esse artigo onde mostro uma calculdora para que você descubra o tamanho de quadro certo para você. Não subsititui um bike fit, mas já ajuda a ver se você está no caminho certo.

3- Pneus

Talvez esse seja o componente mais importante de toda a lista e que mais mereçam upgrades. Os pneus podem ser grandes aliados ou péssimos inimigos caso sua qualidade seja duvidosa ou você o esteja usando em uma função para a qual ele não foi desenhado.

Antes de ir atrás do pneu mais caro da loja e com o melhor composto de borracha, observe qual é o tipo da banda de rodagem. Está curtindo o artigo? Então curta a página no Facebook também:

 

Via de regra, pneus com cravos menores e mais próximos um dos outros são pneus muito rápidos, excelentes em condições secas, porém possuem menos grip em descidas mais técnidas, molhadas e enlamaçadas.

Por outro lado, pneus com cravos maiores e mais espaçados são perfeitos para trechos técnicos, com lama e bastante acidentados, porém rodam com mais dificuldade.

race-king-pt-mtb-s1-01-1 Top 5 upgrades mais importantes no Mountain Bike
Continental Race King (esquerda) é um pneu bastante rápido. Kenda Nevegal (direita) é opção para trechos mais técnicos.

Confira aqui o post onde falo de pneus e descrevo mais a fundo qual pneu escolher para sua MTB.

4- Vá de Tubeless

Upgrade importantíssimo numa bike é a conversão da montagem de suas rodas de pneus com câmaras para pneus tubeless (do inglês tube = câmara. Tubeless = sem câmara).

going-ghetto-tubeless Top 5 upgrades mais importantes no Mountain Bike

As vantagens são muitas: Seu pneu nunca mais irá furar por ter tido a câmara esmagada contra o aro; você poderá pedalar com a pressão dos pneus mais baixa, resultando numa melhor aderência ao solo; caso seu pneu sofra uma perfuração o selante tratará de vedar o buraco; etc.

Muito provavelmente você esteja se perguntando “Ok, legal. Mas já ví por aí que é muito caro converter para tubeless!!”. Não se procupe: A grande maioria dos pneus e aros de mtb aceitam essa montagem com algumas adaptações. Leia nosso post de como converter uma roda normal para tubeless com apenas R$30.

5- Pedale de sapatilha e clipless

Talvez essa seja o upgrade mais caro de toda nossa lista. Talvez, também, a mais polêmica. A maioria dos ciclistas de MTB já usam pedais clipados e sapatilhas. Alguns, no entanto, apresentam estudos mostrando que o sistema clipless não acrescenta nenhuma potência na pedalada e é uma perda de dinheiro.IMG_46210 Top 5 upgrades mais importantes no Mountain Bike

Fato é que o clip provém (e muita) estabilidade ao ciclista. Essa estabilidade pode ser sentida com nitidez nas subidas mais fortes, onde você não terá que se preocupar em pedalar com seu pé “dançando” sobre o pedal, tornando-se um ótimo upgrade.

No começo pode acontecer de você cair de lado parado porque esqueceu de tirar o pé do pedal, mas não de desanime: quando se acostumar com a conversão nunca mais vai querer pedalar com pedais plataforma.

Cropper-BOX Top 5 upgrades mais importantes no Mountain Bike

Ah! Vale lembrar: O posicionamento dos taquinhos no trilho da sapatilha é extremamente importante. Colocá-los em qualquer lugar certamente não é uma boa ideia. Então não se esqueça de ler o post sobre como instalar o taquinho adequadamente em sua sapatilha.

Outro artigo que que falo de sapatilhas e pedais é o “Pedais clipados e sapatilhas realmente melhoram o desempenho no MTB?” Esse artigo foi polêmico pra caramba rsrs. Mas eu é um que eu gosto bastante e tenho certeza que jogará uma luz em alguns aspectos do tema para você também. É uma boa fonte para entender mais sobre um dos upgrades mais importantes no MTB.

Minhas dicas:

Como disse no início, muitas pessoas acabam comprando um pedivela mais leve, ou passam semanas se preocupando se devem colocar uma coroa 22 dentes no lugar da 24 que possui atualmente. De fato essas alterações são importantes, porém quando for decidir quais upgrades estão na hora de ser postos em prática sempre se pergunte:

  • Isso vai mesmo impactar meu desempenho?
  • Eu poderia fazer outros investimentos na bike com esse dinheiro?
  • Eu curto os artigos de mtb do blog Aventrilha?

Bem, se  você respondeu “sim” para o último já sabe: Curta a fanpage no Facebook e se inscreva na newsletter abaixo.

 

  • Flavio Mello

    Pura verdade esse artigo. Show de bola.

  • Gustavo

    selim, muito importante! dica de quem acabou de fazer o caminho da fé e ficou, por 4 dias, 6 horas sentado nele. rs. alguma dica? recebeu mais algum convite pra conhecer trilhas espetaculares? dependendo de onde for sou parceiro. abraço.

    • Hahaha pois é acho que o melhor é uma almofada de água mesmo, Cotuba rsrs. Ainda não! Agora com o livro lançado vou me dedicar a conhecer mais “quebradas”!
      Abraço !!